Você já está na menopausa?

A menopausa é o período da vida da mulher que acontece após a última menstruação, sinalizando o fim dos ciclos menstruais e da ovulação. Até que o organismo entre definitivamente na menopausa, o corpo feminino realiza um processo lento de transição hormonal cheio de sintomas indesejáveis – este momento é conhecido como climatério.

Os sintomas da chegada da menopausa tem intensidade variada entre as mulheres. Aquelas que já têm alguma pré-disposição podem desenvolver problemas de saúde nesta etapa da vida, há quem tenha autoestima afetada, ao mesmo tempo que tem quem não se deixe abalar pelas mudanças no corpo.

Além do desregulamento do ciclo menstrual, a menopausa tem como sintomas as ondas de calor, suores noturnos, insônia, dores nas costas, diminuição da atenção, alterações na distribuição da gordura corporal, ressecamento vaginal e perda de libido. Tudo isso é uma resposta à parada gradual na produção de estrogênio e progesterona.

Estes dois hormônios femininos são os mesmos que atuaram no desenvolvimento dos órgãos sexuais durante a puberdade, estimularam a primeira menstruação na adolescência e preparação do organismo para a gravidez. Quando o corpo compreende que a mulher não têm mais condições ou óvulos para reproduzir-se, então deixa de produzir estas substâncias. Isso pode acontecer em idades diferentes para cada mulher.

quanto tempo dura climatério

Os primeiros sinais costumam aparecer entre os 42 a 55 anos e o principal diagnóstico é a avaliação dos sintomas bem como fiscalização dos níveis hormonais no organismo. Quem tem a menopausa iniciada antes ou após essa faixa etária geralmente teve a condição alterada pelo uso de medicamentos e/ou pílulas anticoncepcionais.

Também não existe data certa para que o período de sintomas- a pré-menopausa –  termine, o processo pode durar de 3 a 7 anos. Como o tempo de manifestação de sinais é longo, se torna indispensável que a mulher aprenda a lidar com as dificuldades do período.

Saber aliviar os calorões, manter uma rotina de exames médicos, equilibrar a alimentação, fiscalizar sempre a balança, garantir boa higiene vaginal para evitar infecções urinárias e fazer atividades físicas são atitudes que ajudam a garantir a saúde para a entrada na terceira idade.

Os hábitos saudáveis evitam a presença dos sintomas mais drásticos como a depressão, desenvolvimento de síndromes de ansiedade, enxaqueca frequente, aumento do risco cardiovascular, fraqueza do sistema autoimune, perda de vitalidade nas unhas cabelos  e acúmulo excessivo de gordura abdominal e nos quadris.